Novo conselho sobre a saúde do coração é baseado na mesma velha e fraca evidência


Novos conselhos da Fundação Australina do Coração parecem ter boas e más notícias para aqueles que seguem uma alimentação com restrição de carboidratos.

A orientação atualizada e recentemente divulgada diz que os ovos, leite integral, iogurte e queijo são considerados saudáveis ​​para o coração. Essa é a "boa notícia". A "má notícia" é o conselho de que a carne deve ser substituída por alimentos à base de plantas, como vegetais, frutas e cereais integrais ou peixes e frutos do mar. Além disso, os limites de gordura e ovos ainda se aplicam a pessoas com diabetes tipo 2.

Infelizmente, a orientação "atualizada" é como um conselho anterior dado por esta e outras associações que fornecem informações sobre a prevenção de doenças cardíacas: baseia-se principalmente em evidências observacionais, que é o tipo mais fraco de evidência. Isso se aplica igualmente às "boas novas" e às "más notícias".

Estudos observacionais não são projetados para indicar relações de causa e efeito e podem sofrer muitos vieses e efeitos de confusão. Além disso, as associações mostradas em muitos estudos de doença crônica com dieta são frequentemente muito fracas, o que significa que elas podem ser causadas por "ruído estatístico" em vez de uma associação verdadeira.

Para aqueles que seguem uma alimentação pobre em carboidratos, a orientação atualizada da Australian Heart Foundation não é uma desculpa para comer outra fatia de queijo, nem uma razão para reduzir a proteína de origem animal. São as mesmas afirmações baseadas em evidências fracas fundamentadas apenas em associações que já ouvimos há anos. Só porque algumas dessas afirmações agora parecem mais favoráveis ​​às dietas low-carb e keto, não significa que as evidências tenham melhorado.

Você não precisa de uma desculpa para comer outra fatia de queijo, se você quiser. Gordura de laticínios não se tornou magicamente "saudável" depois de ser "insalubre" por anos. Nós simplesmente nunca tivemos a prova de que era "ruim" em primeiro lugar. E você não precisa ter medo de ter um bife ou uma costeleta de porco como parte de sua dieta low-carb ou keto. Ainda não temos provas de que a proteína de origem animal seja prejudicial.

Fonte: http://bit.ly/2Pnn6Dw

Comentários