Pessoas com níveis mais altos de colesterol tendem a ganhar mais massa muscular


Dr Riechman, da Texas A&M University, estava inicialmente olhando para o que as influências genéticas determinam no ganho muscular, mas ele descobriu que os efeitos genéticos tendiam a se perder a depender do que as pessoas comiam - a comida parecia ser mais importante que a genética.

Ele rapidamente descobriu que o colesterol ajuda a construir músculos. Durante seus estudos, quanto mais colesterol a pessoa ingeria, mais músculos ganhavam com o treinamento contra resistência.

O diagrama acima é retirado da apresentação do Dr. Riechman. Ele mostra a quantidade de colesterol consumida contra a quantidade de massa muscular adquirida. Vale a pena notar que o nível de consumo de colesterol recomendado por décadas pela Associação Americana do Coração está associado ao menor ganho de massa muscular magra.

Dr Riechman então comparou esses dados sobre os níveis de colesterol da dieta com os níveis de colesterol total no sangue. As barras amarelas no segundo diagrama representam os níveis saudáveis de colesterol no sangue, conforme recomendado. Os níveis baixos de colesterol no sangue resultam em uma perda real de massa muscular magra - embora os participantes do estudo tenham tido treinamento resistido (musculação).

Além disso, foi o chamado "colesterol ruim" LDL que previu o ganho muscular. O chamado "colesterol bom" HDL não fez diferença no ganho muscular. Aqueles que tinham níveis mais elevados de LDL tinham maior ganho muscular do que aqueles com níveis mais baixos de "colesterol ruim".

Dr Riechman lutou por 2 anos com revistas médicas para conseguir publicar esta pesquisa. Em sua apresentação, o Dra. Riechman prossegue explicando mais sobre os mecanismos reais envolvidos e também discute alguns dos outros usos importantes do colesterol dentro do corpo, como a necessidade acentuada dele durante os períodos de recuperação.

Fonte: https://bit.ly/2mvrVJG

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.