Para se tornarem adultos saudáveis, as crianças precisam comer carne

Estudos mostraram que crianças criadas até os 6 ou 7 anos em uma dieta vegana ainda são deficientes em vitamina B12 após adicionar pelo menos alguns produtos de origem animal à sua dieta. Elas demonstraram déficits cognitivos persistentes de 5 a 10 anos após a mudança para uma dieta lactovegetariana ou onívora.

Estudos de casos relataram deficiência em crianças vegetarianas jovens que levaram a danos neurológicos e atrasos no desenvolvimento.

A vitamina D está virtualmente ausente nas dietas veganas e, muitas vezes, carente nas vegetarianas. Juntamente com o cálcio, magnésio e vitamina K2, a vitamina D é fundamental para o bom crescimento e remodelação óssea, especialmente durante a infância. Mesmo com a ingestão adequada de cálcio, os marcadores de turnover ósseo são menores em crianças vegetarianas.

Outros estudos atribuíram o hipotireoidismo em crianças a uma dieta vegana materna e / ou infantil, possivelmente devido ao iodo insuficiente.

Comparado ao leite materno de mães onívoras, o leite de mães veganas tinha níveis mais baixos de DHA e EPA, que são vitais para o desenvolvimento do cérebro, especialmente no primeiro ano de vida, quando ele literalmente dobra de tamanho.

Como dietas sem carne requerem pelo menos 1,8 vez a ingestão de ferro devido à menor disponibilidade em alimentos vegetais, a deficiência é mais comum em crianças vegetarianas e veganas do que em onívoras. Crianças em dietas vegetarianas e veganas também podem ter menor consumo de vitamina A e zinco.

Pesquisas indicam que a suplementação com ferro, zinco e B12 não atenua todos os riscos de desenvolvimento em fetos e crianças. Alimentos densos em nutrientes, como carne, são as melhores fontes de vitaminas e minerais.

A infância é o momento crítico para uma nutrição adequada. As crianças podem ser notoriamente "comedores exigentes", por isso devemos ter certeza de que cada mordida conta fornecendo os nutrientes de que precisam para crescer. Em crianças, as apostas são altas demais para arriscar perder os principais nutrientes, ignorando a carne completamente.

Fonte: https://bit.ly/2CeJJlN

Comentários