Câncer de mama revertido em uma dieta carnívora

Neste estudo de caso-controle aninhado de 265 sobreviventes de câncer de mama, metade dos tumores eram positivos para o fator de crescimento semelhante à insulina-1 (IGF-1).

A ingestão de carboidratos não teve impacto significativo no risco de recorrência entre as mulheres que foram receptoras negativas, mas aumentou o risco de recorrência em mais de 5 vezes entre as mulheres que foram receptoras positivas.

No vídeo acima, o câncer de mama da mãe de Phil Escott foi revertido aos 94 anos em uma dieta carnívora com zero carboidrato.

Fonte: https://bit.ly/2OituGM

Comentários