Uma revisão sobre os efeitos protetores do mel contra a síndrome metabólica


A síndrome metabólica (SM) é um grupo de doenças que compreende obesidade, diabetes mellitus, dislipidemia e hipertensão. Existem numerosos estudos pré-clínicos e também em humanos relatando os efeitos protetores do mel contra a SM. O mel é um alimento nutricional de baixo índice glicêmico. A ingestão de mel reduz os níveis de açúcar no sangue e evita o ganho excessivo de peso. Também melhora o metabolismo lipídico, reduzindo o colesterol total (TC), triglicerídeos (TG), lipoproteína de baixa densidade (LDL) e aumentando a lipoproteína de alta densidade (HDL), o que leva à diminuição do risco de aterogênese. Além disso, o mel aumenta a sensibilidade à insulina que estabiliza ainda mais os níveis de glicose no sangue e protege o pâncreas da superestimulação provocada pela resistência à insulina. Além disso, as propriedades antioxidantes do mel ajudam na redução do estresse oxidativo, que é um dos mecanismos centrais da SM. Por último, o mel protege a vasculatura da disfunção endotelial e da remodelação. Portanto, há um forte potencial para a suplementação de mel ser integrada ao manejo da SM, tanto como agentes preventivos quanto terapêuticos adjuvantes.

Fonte: https://bit.ly/3fXnfsY

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.