O aumento da fibra pode prejudicar a constipação?


As pessoas ficam preocupadas quando não têm movimentos intestinais (MI) diariamente. De acordo com a American Society of Colon & Rectal Surgeons, "a crença de que deve-se ter um MI todos os dias simplesmente não é precisa e pode levar a uma preocupação desnecessária e até mesmo ao abuso de laxantes".

Se o MI diário for difícil, requer esforço ou é incompleto, o indivíduo ainda seria considerado como tendo constipação apesar de ter uma "frequência normal".

Entretanto, se alguém tiver um MI a cada 3 dias, mas sem dificuldade, sem esforço e evacuando completamente, então pode-se considerar esse MI normal".

Um conselho convencional para constipação crônica (CC) inclui aumento da ingestão de água e fibra e aumento da atividade física. O que acontece com quem já ingere água e fibra suficientes? E se eles já se exercitam?

Os pesquisadores observam: "essas medidas são eficazes em apenas um subconjunto de pacientes. Os dados de ensaios clínicos que suportam a eficácia de tais abordagens são limitados e, em geral, não apoiam seus benefícios ao proporcionar alívio dos sintomas".

As fibras podem ajudar o subconjunto de pacientes cuja constipação é causada por fibras inadequadas. Mas isso é apenas uma parcela. Segundo os pesquisadores, "uma dieta pobre em fibras não deve ser considerada a causa da CC. Alguns pacientes podem ser ajudados por uma dieta rica em fibras, mas muitos com constipação mais grave pioram ao aumentar a ingestão".

Para muitos, o problema é causado por motilidade intestinal prejudicada. Se ela está comprometida e as fezes não estão passando, o aumento da fibra resultará em fezes maiores e mais volumosas que ainda não estariam sendo eliminadas.

Um estudo fascinante: "A constipação e seus sintomas podem ser reduzidos parando a ingestão de fibras" vai contra o senso comum, mas várias vezes vimos a sabedoria convencional desmoronar em outras áreas ao longo dos últimos anos.

É possível que esta seja outra crença antiga que tenha ultrapassado sua data de validade.

Fonte: http://bit.ly/2Fk4ig7

Comentários

Postar um comentário