Câncer: doença da civilização? Um estudo antropológico e histórico.


Em 1906, o Vilhjalmur Stefansson partiu para as terras esquimós do norte do Canadá, na vanguarda de um estudo patrocinado pela América e Canadá sobre (entre outras coisas) a frequência com que o câncer e doenças relacionadas ocorrem nos povos primitivos.

Com o passar dos anos, ele penetrou profundamente na teoria prevalecente de que a civilização, ou pelo menos seus aspectos dietéticos, tem muito a ver com a incidência de carcinoma entre homens e animais.

Inúmeros relatos de todo o mundo foram investigados, datando do início do século XIX, e passagens detalhadas são citadas aqui daquelas cuja autenticidade foi fielmente determinada.

Ele documentou o fato de que a dieta inuíte consistia em cerca de 90% de carne e peixe; Os inuit costumavam passar de 6 a 9 meses por ano comendo apenas carne e peixe - o que era percebido como uma dieta sem carboidratos.

Stefansson percebeu que ele e seus companheiros exploradores de ascendência europeia também eram perfeitamente saudáveis em tal dieta. Embora tenha havido considerável ceticismo quando ele relatou essas descobertas, elas foram confirmadas em estudos e análises posteriores.

Então, podemos alcançar os níveis de saúde atribuídos aos povos tradicionais?

Stefansson responde que 3 coisas parecem mais importantes: boa nutrição de nossos pais na concepção e durante a gravidez; amamentação prolongada de uma mãe bem nutrida; e uma dieta saudável com comida de verdade. Embora não possamos voltar atrás e mudar os 2 primeiros, podemos fazer todos os esforços para buscar o terceiro.

Citação do Dr. William Howard Hay de 1927 (página 35):

"Pense nos anos de pesquisa sobre o câncer, dos milhões gastos, do tempo consumido, das dores... e onde estamos hoje? Não é hora de fazer um balanço de nossa concepção básica, para ver se não há algo radicalmente errado com isso para explicar os anos de total e completo fracasso até hoje?"

O livro não pretende resolver o problema do câncer, mas apresenta "um lugar para começar".

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.