Quem ama proteína? Os cães, gatos e você também deveria!


Voluntários treinados foram colocados em um programa de treinamento periodizado de musculação, de 4 a 5 sessões por semana durante 2 meses. Um grupo consumiu cerca de 2g de proteína por quilo e o outro grupo consumiu cerca de 3.4g/kg. A ingestão de carboidratos e gordura foi a mesma para ambos os grupos: 1g por quilo e 3g/kg, respectivamente.

Depois de 8 semanas, obtiveram dados muito interessantes. Primeiro, ambos os grupos ficaram mais fortes. Isso não foi surpreendente. Mas o que veio como uma surpresa muito agradável foram os dados de composição corporal.

Ambos os grupos ganharam a mesma quantidade de massa corporal magra, cerca de 1,5kg em média. Mas quando mediram a perda de gordura, o grupo com maior consumo de proteínas(que comia aproximadamente 400 calorias por dia a mais do que o outro grupo, devido à maior ingestão proteica) perdeu significativamente mais gordura corporal do que o grupo que consumia menos calorias(cerca de 2-3%).

Para a maioria das pessoas, é totalmente contraintuitivo que comer mais calorias totais por dia leva a uma redução na gordura corporal. Elas não conseguem entender porque estão tão acostumadas a ouvir e pensar que você precisa reduzir as calorias para perder gordura.

Comer proteína é diferente de comer carboidratos e gordura por causa do efeito térmico, o que significa que seu corpo queima mais calorias digerindo proteínas do que com os outros dois macronutrientes. O que também parece ser o caso é que a combinação de maior consumo de proteína com o treinamento aumenta o efeito térmico do exercício.

Além disso, comer uma dieta hiperproteica parece aumentar também o efeito térmico de toda a atividade não física durante o dia. O que isso significa é que seu corpo está simplesmente queimando mais calorias (e, aparentemente, essas calorias são provenientes dos depósitos de gordura corporal existentes) durante todo o dia quando você come uma dieta rica em proteínas.

Fonte: http://bit.ly/2CjUr84

Comentários