Uma breve história da carne na dieta humana e implicações na saúde atual

Alimentos de origem animal tiveram um papel crítico na evolução humana. Por definição, isso significa que esses alimentos nos ajudaram a sobreviver e se reproduzir melhor.

Uma vez que nossos ancestrais pré-agrícolas e hominídeos deixaram as selvas de zonas úmidas da África há mais de 3 a 4 milhões de anos, viveram uma existência caçadora-coletora com um padrão eclético de consumo de alimentos, onde os alimentos de origem animal se tornaram a fonte dominante, não só de energia, mas também proteína, ácidos graxos de cadeia longa, vitamina B12, ferro e zinco.

Adaptações a esse padrão alimentar acumulado em nossos corpos ao longo do tempo, desenvolveram um certo nível de dependência de pelo menos alguns alimentos de origem animal na dieta para fornecer proteínas e micronutrientes específicos.

Pesquisas recentes mostraram que surgem problemas particulares em torno da funcionalidade do cérebro quando os alimentos de origem animal estão ausentes da dieta humana e isto é principalmente evidente em crianças e idosos. Assim, não há argumento científico histórico ou válido para impedir a ingestão de carne da dieta humana, e um número substancial de razões sugere que ela deve ser uma parte central de uma dieta bem balanceada.

Fonte: https://bit.ly/2Ll7lHC

Comentários