O Mito dos Antioxidantes


Você escolhe vegetais, frutas e sucos coloridos na esperança de que seus antioxidantes destruam os radicais livres e combatam a inflamação?

Você toma suplementos caros ou extratos de plantas, porque eles prometem ajudá-lo a prevenir o câncer e envelhecer lentamente?

A propaganda de vendas é mais ou menos assim:

Os radicais livres danificam nossas células de dentro para fora através de um processo chamado oxidação (verdadeiro). Ela causa estragos celulares, danificando o DNA, aumentando nosso risco de câncer, envelhecimento e outras doenças crônicas (verdadeiro). Portanto, devemos tomar antioxidantes, para neutralizar esses radicais antes que eles possam nos prejudicar.

Faz sentido, então é uma venda fácil. Mas a verdade é que a teoria da cura antioxidante é simplesmente falsa. Aqui está o que os comerciais não lhe dizem:

1. Embora os antioxidantes possam funcionar em tubos de ensaio, a grande maioria não parece funcionar dentro do corpo humano.

2. A maioria tem baixa biodisponibilidade - eles são muito difíceis de absorver, são transformados em algo antes da absorção e / ou são rapidamente eliminados do corpo antes que eles possam alcançar nossas células.

3. Alguns podem ser tóxicos em altas doses; Um bom exemplo é o selênio.

Em suma, não há razões científicas para acreditar que consumir antioxidantes melhora a saúde humana.
Sim, é verdade que o excesso de radicais livres e oxidação pode causar problemas ao longo do tempo, mas consumir mais antioxidantes NÃO é a resposta. A resposta é entender o que é a oxidação e o qual a causa para que você possa lutar efetivamente com o conhecimento e o bom senso.

Seja inteligente sobre sua saúde. Você não precisa de alguém para vender o que você tem dentro de você. Confie na capacidade de seus próprios antioxidantes internos. Dê-lhes uma chance de lutar nutrindo seu corpo com alimentos densamente nutritivos. Coma comida de verdade e evite carboidratos refinados como açúcar, farinha, sucos e cereais processados, tanto quanto possível.

Fonte: http://bit.ly/2zPZ9b4

Comentários